logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Há 140 anos nascia Albert Einstein

Sex, 15 de Março de 2019 14:30

O físico se tornou famoso em 1919, aos 40 anos, quando foi comprovada sua Teoria da Relatividade Geral. E essa história tem tudo a ver com o Brasil

 

Há 140 anos, em 14 de março de 1879, nascia Albert Einstein, o físico mais popular do século XX. Sua fama chegou aos 40 anos, em 1919, quando finalmente foi comprovada sua Teoria da Relatividade Geral. E essa história tem tudo a ver com o Brasil. Foi bem aqui, na cidade de Sobral, interior do Ceará, que foram feitas as observações decisivas do que o físico teorizou.

 

Em 1911 Einstein previu que a luz se desvia ao passar próxima de um corpo celeste com massa grande, como o Sol. Quatro anos depois, em 1915, concluiu o cálculo desta deflexão de acordo com sua nova Teoria da Relatividade Geral. Essa curvatura poderia ser observada com um eclipse total do Sol, quando seria possível verificar o ângulo de deflexão das estrelas que passasse nas vizinhanças do astro.

 

Já em 1912, foi feita a primeira tentativa fotografar o fenômeno, em uma expedição argentina no Sul de Minas. Mas fortes chuvas cobriram o céu e impediram as observações. Entre 1914 e 1918 foram feitas outras tentativas, na Crimeia, na Venezuela e nos Estados Unidos, todas sem sucesso.

 

A observação que levou à confirmação da teoria de Einstein foi finalmente feita em 29 de maio de 1919, pouco depois do fim da I Guerra Mundial. Os ingleses organizaram duas expedições para observar o fenômeno: uma dirigida por Arthur Eddington para a ilha do Príncipe e outra para o Brasil, em Sobral, coordenada por Charles Davidson e Andrew Crommelin. A observação do eclipse, na Praça do Patrocínio, em Sobral, foi feita com instrumentos astronômicos de primeira qualidade para a época. No momento em que a lua cobriu o Sol, vária chapas fotográficas, de câmeras acopladas a telescópios, foram tiradas em sucessão, para registrar a posição das estrelas que estivessem próximas à borda do Sol. O eclipse teve início às 8h55min e durou cerca de cinco minutos. Uma comissão brasileira, liderada pelo físico Henrique Morize, fez as observações da corona solar enquanto que os norte-americanos Daniel Wise e Andrew Thompson fizeram as medidas do magnetismo terrestre e de eletricidade atmosférica.

 

Choveu em Porto Príncipe, e a comissão conseguiu fazer apenas duas fotos, bastante imprecisas. Aqui no Brasil, no entanto, após um dia nublado, o céu se abriu e permitiu que sete fotos de boa qualidade fossem feitas.

 

A conclusão, após meses de análises dos dados colhidos, foi a de que o cálculo de Einstein estava certo. O anúncio foi feito em 6 de novembro de 1919, em Londres e, no dia seguinte, a notícia estampava as manchetes dos jornais por todo o mundo: a teoria de Einstein suplantara a do gênio britânico Isaac Newton. Era uma revolução na ciência, e o físico alemão se tornou, a partir aí, o gênio mais relevante do século XX. “Até então Einstein não era conhecido. As fotos de Sobral foram decisivas para confirmar a Teoria de Einstein e para colocar a cidade no mapa do cenário científico”, observa Ildeu Moreira, presidente da SBPC.

 

Quando Einstein visitou o Brasil, em 1925, o jornalista Assis Chateaubriand, presenteou o cientista com um exemplar de “O Jornal”, do qual ele era diretor na época, com os textos sobre a comprovação da Relatividade Geral. Einstein escreveu uma pequena nota de agradecimento, com as seguintes palavras: “O problema concebido pelo meu cérebro, incumbiu-se de resolvê-lo o luminoso céu do Brasil”.

 

Em alusão aos experimentos que ajudaram na comprovação da teoria da relatividade, Sobral mantém o Museu do Eclipse, que conta a história da ciência de Albert Einstein.

 

Sob o sol de Sobral

 

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), juntamente com outras entidades e os governos do Ceará e de Sobral, promove neste ano a celebração do centenário do Eclipse de Sobral 1919-2019.

 

Na próxima semana, no dia 27 de março, no primeiro dos quatro dias da Reunião Regional da SBPC, no Centro de Convenções de Sobral (CE), acontece o seminário “Sob o sol de Sobral – uma janela para o cosmos”. O evento contará com um ciclo de palestras sobre astronomia, desde seus primórdios, com os Babilônios, até as descobertas mais recentes, como as observações dos buracos negros e as detecções de ondas gravitacionais.

 

O tema da Reunião Regional da SBPC em Sobral é “Educação básica de qualidade: currículo, carreira e gestão escolar” e segundo Moreira, o município foi escolhido por ser o que reúne os melhores indicadores de ensino básico no País, com um avanço significativo nos últimos 20 anos. “A ideia é comemorar também o centenário do Eclipse, com um dia dedicado à astronomia, realizado em parceria com a Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), a prefeitura de Sobral, o governo do Estado e com universidades e instituições locais, para mostrar a importância de envolver as escolas e mobilizar os jovens nos temas da pesquisa científica, na astronomia, na física, na astrofísica, etc.”, comentou o presidente da SBPC.

 

O centenário do eclipse começou a ser comemorado ainda em maio de 2018, com o lançamento do Ano Municipal da Ciência em Sobral, além de palestras, exposições e aulas sobre astronomia no município e também em eventos em outros estados, inclusive na 70ª Reunião Anual da SBPC, em julho de 2018, em Maceió. A celebração terá seu auge em maio, com uma programação que envolverá uma articulação de eventos em Sobral, Ilha do Príncipe, Portugal e Inglaterra. Além da SBPC, o evento vem sendo articulando junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

 

No dia 29 de maio, data em que o fenômeno foi observado cem anos atrás, serão realizadas celebrações simultâneas em Sobral, Ilha do Príncipe, Portugal e Inglaterra.

 

Claudia Linhares Sales, secretária Regional da SBPC no Ceará, relata que a comemoração do centenário se estenderá até novembro deste ano, com uma série de iniciativas nacionais e internacionais, envolvendo a Prefeitura, o Estado e as universidades da região. A inauguração de uma estátua em tamanho real de Albert Einstein, de um Monumento da Observação e a reforma do Museu do Eclipse, abrigando exposições permanentes e itinerantes, estão entre os eventos programados em Sobral. “Os cem anos da Teoria da Relatividade revolucionaram a ciência moderna, tanto do ponto de vista científico quanto filosófico”, comenta a cientista. Para ela, o evento dará a Sobral um mote para trazer a ciência para o dia a dia das pessoas e poderá colocar a cidade em um circuito cultural e turístico relacionado à ciência.

 

Fonte: Jornal da Ciência, 14/03/2019

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa