logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

"Não há inovação sem pesquisa prévia que gere o conhecimento"Em discurso de posse nesta sexta-feira, 22, João Luiz Filgueiras de Azevedo citou a importância da pesquisa básica, a necessária modernização dos processos da agênc, diz novo presidente do CNPq

Seg, 25 de Fevereiro de 2019 11:42

Em discurso de posse nesta sexta-feira, 22, João Luiz Filgueiras de Azevedo citou a importância da pesquisa básica, a necessária modernização dos processos da agência e esforços para recompor o orçamento estrangulado nos últimos anos

 

Tomou posse nesta sexta-feira, 22 de fevereiro, em Brasília, o novo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o pesquisador em Engenharia Aeroespacial e Aeronáutica, João Luiz Filgueiras de Azevedo. Em seu discurso, apontou os desafios do órgão ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) com relação ao déficit orçamentário – estrangulado nos últimos anos -, à necessidade de urgentemente recompor quadros de servidores na casa e de modernizar os sistemas informatizados para “dar conta da demanda crescente da comunidade”.

 

Azevedo iniciou seu discurso ressaltando o compromisso do CNPq com a pesquisa básica e com os pesquisadores. “Se somos capazes de fazer inovação hoje, é porque a pesquisa já foi realizada no passado, a ciência foi feita, e o conhecimento já foi gerado e/ou dominado. Não há inovação sem pesquisa prévia que gere o conhecimento necessário para o desenvolvimento do produto ou processo inovador. Assim, embora o CNPq esteja investindo cada vez mais em inovação, o que está alinhado com as necessidades do País e com as diretrizes de atuação atuais do MCTIC, o apoio ao pesquisador vai continuar como tradicionalmente esta Instituição sempre se ocupou”, declarou.

 

Sobre a recomposição do orçamento em 2019 – que sofreu uma redução de cerca de R$ 300 milhões com relação a 2018 -, ele disse que este é um assunto que já está na pauta do Ministério, que solicitou ao CNPq que seja realizada uma avaliação dos dispêndios e o ”alinhamento das linhas de fomento com as prioridades claramente expressas do MCTIC”, bem como gerar indicadores objetivos sobre os resultados dos recursos investidos em fomento e bolsas.

 

Leia o discurso na íntegra aqui.

 

Fonte: Jornal da Ciência, 22/02/2019

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa