logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Pós-doutorado em Eletroquímica Ambiental com bolsas da FAPESP

Sex, 30 de Novembro de 2018 13:40

O Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da Universidade de São Paulo (USP) está oferecendo uma oportunidade de pós-doutorado e quatro de doutorado direto em Eletroquímica Ambiental com bolsas da FAPESP. O prazo de inscrição encerra em 5 de dezembro.

 

As bolsas estão vinculadas ao Projeto Temático – FAPESP “Estudo e aplicação da tecnologia eletroquímica para a análise e a degradação de interferentes endócrinos: materiais, sensores, processos e divulgação científica”, coordenado por Marcos Lanza.

 

O projeto pretende desenvolver, avaliar e aplicar novos materiais em processos eletroquímicos (e associados) para a degradação eletroquímica de compostos com atividade de interferência endócrina (interferentes endócrinos), avaliando-se a eficiência desses processos e a identificação de subprodutos de degradação.

 

Prevê também o desenvolvimento de sensores eletroquímicos de análise para este tipo de composto e a divulgação científica dos conhecimentos produzidos tanto no meio científico quanto para a sociedade em geral, com atenção especial para alunos de escolas públicas.

 

O bolsista selecionado para a vaga de Pós-doutorado deverá atuar no desenvolvimento e aplicação de novos materiais eletródicos suportados sobre matriz de carbono (eletrocatalisadores) para a eletrogeração de H2O2 in situ, a partir da reação de redução de oxigênio, a serem aplicados em células e reatores eletroquímicos voltados para degradação de compostos orgânicos com atividade de interferência endócrina.

 

Os requisitos desejáveis para aplicação são: 1) conhecimento de técnicas de análise morfológico-estrutural e técnicas eletroquímicas para a análise de eletrocatalisadores; 2) conhecimento de processos eletroquímicos oxidativos avançados (PEOA) de degradação de compostos orgânicos, assim como noção de técnicas instrumentais de análise química.

 

Os interessados deverão encaminhar a Marcos Lanza, no e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. , os seguintes documentos: 1) curriculum vitae contendo a formação acadêmica e publicações (máximo de 4 páginas). A experiência nas áreas de Química de Materiais (e áreas correlatas) e Eletroquímica deve ser comprovada por meio de publicações em periódicos científicos internacionais; 2) carta justificando o interesse na vaga (máximo de 200 palavras); 3) duas cartas de recomendação de pesquisadores indicando o nome e o e-mail institucional; e 4) plano de trabalho descrevendo uma (1) proposta de pesquisa envolvendo o seguinte tópico: Produção e caracterização de novos materiais eletrocatalisadores suportados em carbono para a eletrogeração de H2O2, a partir da reação de redução de oxigênio, visando a aplicação em Processos Eletroquímicos Oxidativos Avançados (PEOA) de degradação de compostos orgânicos com atividade de interferência endócrina.

 

Na proposta deverá constar uma breve introdução e a descrição das estratégias para a obtenção dos resultados, referências bibliográficas e periódicos internacionais de interesse para submissão (máximo de 10 páginas).

 

Mais informações sobre a bolsa de pós-doutorado estão disponíveis em www.fapesp.br/oportunidades/2481/.

 

A oportunidade de pós-doutorado está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

 

Caso o bolsista de PD resida em domicílio fora da cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa e precise se mudar, ele poderá ter direito a um auxílio-instalação.

 

Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em http://www.fapesp.br/bolsas/pd.

 

Doutorado direto

 

As bolsas de doutorado direto se destinam a alunos regularmente matriculados em programas de pós-graduação stricto sensu de instituições de ensino superior públicas ou privadas do Estado de São Paulo, sem o título de mestre, para o desenvolvimento de projeto de pesquisa que resulte em tese.

 

Estão disponíveis quatro bolsas de doutorado direto, uma em cada tema: 1) Desenvolvimento de novos materiais eletrocalisadores para a aplicação em Processos Eletroquímicos Oxidativos Avançados (PEOA) de degradação de compostos orgânicos com atividade de interferência endócrina; 2) Avaliação e aplicação de eletrodos de misturas de óxidos e de diamante dopado com boro para a degradação de compostos orgânicos com atividade de interferência endócrina; 3) Síntese, avaliação e aplicação de eletrodos de filmes de diamante dopados com boro para a degradação de compostos orgânicos com atividade de interferência endócrina; e 4) Preparação, caracterização e utilização de eletrodos à base de carbono modificado com materiais avançados para a geração eletroquímica de H2O2 a partir da reação de redução de oxigênio e a sua aplicação na degradação de interferentes endócrinos.

 

Os interessados nas bolsas de doutorado direto devem entrar em contato diretamente com o pesquisador responsável pelo tema escolhido declarando interesse na vaga. O nome dos responsáveis por cada tema, endereço de e-mail e documentação exigida estão disponíveis no endereço www.fapesp.br/oportunidades/2494/.

 

Para mais informações sobre as bolsas de doutorado direto da FAPESP acesse http://www.fapesp.br/bolsas/dd.

 

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em http://www.fapesp.br/oportunidades.

 

Fonte: Agência FAPESP

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa