logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

“O Brasil precisa avançar. E para isso, investir em ciência é cada vez mais necessário”

Seg, 07 de Outubro de 2019 17:31

Em resposta aos cortes que estão desmantelando o sistema nacional de C&T brasileiro, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) criou em setembro a campanha “Ciência, pra que Ciência?”, para divulgar depoimentos em vídeo de estudantes e pesquisadores sobre a importância de seus trabalhos e como o financiamento público é vital para garantir o desenvolvimento e continuidade dessas pesquisas. A campanha já publicou mais de 90 vídeos em seu canal no YouTube e continua recebendo contribuições de todas as pessoas que têm histórias para compartilhar sobre como a ciência é importante para suas vidas.

 

Raimundo Dutra de Araújo, professor da Universidade Estadual do Piauí, fala em seu vídeo enviado à campanha sobre o impacto drástico do corte nos recursos financeiros para educação, ciência e tecnologia no Brasil. “Há uma possibilidade de inviabilizar o próprio desenvolvimento do Brasil. É por meio da produção científica que políticas públicas nas mais diversas áreas, como educação, saúde, agricultura, economia, se desenvolve. O desenvolvimento do País passa pela produção científica, passa pelo trabalho que professores universitários e pesquisadores fazem no dia-a-dia. Cortar recursos do CNPq, nesse momento em que o Brasil precisa avançar, é algo que não corresponde às expectativas do próprio povo brasileiro. O Brasil precisa progredir. O Brasil precisa avançar. E para isso, investir em ciência é cada vez mais necessário”, declara.

 

Rodrigo da Costa Maia, mestrando da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), que pesquisa vacinas contra a leishmaniose visceral, conta como a falta de recursos para ciência impacta diretamente na saúde da população: “O atual contingenciamento os trabalhos que são desenvolvidos neste laboratório, que buscam a melhoria da qualidade do tratamento dessa doença. Deixo meu apelo à população para que ela saiba que a ciência é importante e que pode mudar o mundo”, diz.

 

“Os cortes nas instituições públicas do Brasil são um crime de lesa-pátria”, precisa Inês Vieira, socióloga e ex-bolsista do CNPq na Universidade Federal do Ceará (UFC). “Nenhum governo pode dispor de um patrimônio público de toda uma sociedade, construído ao longo de décadas, com parceria de milhões de contribuintes do País e do mundo. É muito grave o desmonte da ciência brasileira”, afirma.

 

Luciana Dias de Lima, pesquisadora da Fiocruz ressalta a importância do apoio às publicações científicas nacionais. Ela é editora científica da revista Cadernos de Saúde Pública, que publica artigos decorrentes de estudos sobre diversos temas relacionados à saúde das populações, artigos que passam por avaliação rigorosa de cientistas e que têm impactos nas políticas públicas: “É importante valorizar e financiar adequadamente as revistas científicas”, salienta.

 

A aluna de licenciatura m química na Universidade Federal de Itajubá, Marcela Openheimer Pereira, que faz parte de um projeto que pesquisa práticas inclusivas no ensino de ciências, é uma das pessoas que já foram afetadas pelos cortes. “Em 2019 eu fui contemplada com uma bolsa Fapemig, porém ela não foi implementada devido aos cortes de verbas”, lamenta em seu vídeo para a campanha.

 

Participe das ações da SBPC em defesa a ciência brasileira

 

A SBPC convida todos os estudantes e pesquisadores, desde a iniciação científica até a pós-graduação, bolsistas e ex-bolsistas, profissionais de todas as áreas e todos os amigos da ciência a participar da campanha e compartilhar suas histórias, que serão amplamente divulgadas nas redes sociais da entidade. Basta gravar um breve vídeo, com duração de 30 segundos a um minuto, acessar este link, preencher um breve formulário e seguir as instruções para carregá-lo. O depoimento pode ser gravado em celular mesmo, em alta definição, com o aparelho na horizontal.

 

A campanha “Ciência, pra que Ciência?” soma forças às intensas manifestações que a SBPC, com apoio de outras entidades científicas do País, vem realizando em defesa dos recursos para a viabilização da Ciência no Brasil, como o abaixo-assinado online #SomosTodosCNPq. A petição foi entregue ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia em agosto e já recebeu quase 1 milhão de assinaturas. Ela continua disponível neste link para quem ainda quiser assinar.

 

Envie seu vídeo para a campanha “Ciência, pra que Ciência?” aqui.

 

Fonte: Portal SBPC, com informações do Jornal da Ciência

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa