logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

O que é a Indústria 4.0?

Qui, 19 de Setembro de 2019 15:54

O termo Indústria 4.0 foi utilizado pela primeira vez em 2011, durante a Feira de Hanover, como forma de sintetizar as mudanças promovidas nos processos industriais através da informatização. Desde então, a chamada quarta revolução industrial já tomou forma e desenvolveu seus próprios temas consistentes.

 

Mas afinal de contas, o que é a indústria 4.0?

 

Imagine que sua fábrica não é apenas automatizada, mas todas as suas máquinas estão interconectadas digitalmente dentro de um único sistema. Essa “fábrica inteligente” permite monitorar todos os processos físicos em tempo real e tomar decisões descentralizadas efetivas.

 

Originalmente, a Indústria 4.0 foi concebida no contexto da manufatura, mas isso mudou nos últimos anos e saiu dos processos de produção, passando pela tecnologia e suas áreas relacionadas. Com o rápido crescimento da IoT (Internet das Coisas Industrial), torna-se claro quando se olha para a expansão da Indústria 4.0.

 

Em essência, podemos dizer que a quarta revolução industrial e as tecnologias digitais é a Internet das Coisas aplicada à manufatura. Os sistemas físicos se comunicam e cooperam uns com os outros e trazem novas possibilidades, como o trabalho remoto, que se tornou possível graças à internet.

 

Como se preparar para a indústria 4.0?

 

Como a Indústria 4.0 está relacionada às inovações tecnológicas e preparada para irromper em todos os setores da economia global, as empresas devem, por sua vez, passar a investigar as tendências e maneiras de se integrarem a ela.

 

Claramente este movimento está sendo reconhecido por todo mundo e os impactos da indústria 4.0 já podem ser notados.

 

Se você deseja preparar sua empresa para o futuro e caminhar para a Indústria 4.0, não deixe de conhecer estas dicas:

 

1. Avalie as necessidades da sua empresa

 

Você precisa fabricar mais produtos em menos tempo? Sua empresa está sendo desacelerada pela necessidade de se comunicar entre cada estágio de seu ciclo de produção? Ao entrarmos na era da Indústria 4.0, identificar áreas de melhoria é o primeiro passo para acessar os benefícios da quarta revolução industrial.

 

2. Identifique como a inteligência artificial pode atender melhor às necessidades de seu negócio

 

Se você faz parte de uma pequena empresa, provavelmente pensa que a Indústria 4.0 não atende às necessidades da sua organização. Mas antes de rejeitar o futuro, considere os benefícios da quarta revolução industrial:

 

  • Computação e processos controlados em nuvem atualizados online;
  • Informações em tempo real sobre todos os estágios do desenvolvimento de produtos fornecidos pela Internet das Coisas;
  • Otimização da operação de negócios por meio de Machine Learning.

 


3. Crie um plano de cinco anos para atender a essas necessidades por meio de novas tecnologias

 

Até 2020, muitos dos principais países industrializados terão adaptado seus processos de acordo com a Indústria 4.0. Por exemplo, o governo chinês está investindo mais de US $ 1,5 bilhão em setores como a Internet of Things como parte de sua estratégia “Made in China 2025”.

 

Portanto, você deve começar a abordar empresas de tecnologia locais e reformular seus planos para estar integrado a novas soluções.

 

Além disso, insista em soluções tecnológicas modulares para permanecer aberto a novos desenvolvimentos durante este período de inovação.

 

4. Comece a educar sua força de trabalho na operação dessa nova tecnologia

 

Em todas as fases no processo de mudança, tenha certeza de que os funcionários da sua organização sejam instruídos nas operações de novas tecnologias. Isso irá garantir uma transição suave, reduzindo a ansiedade que acompanha cada nova era da indústria.

 

Ao relembrar e mapear o progresso que fizemos através de cada uma das revoluções industriais, fica claro que, à medida que progredimos, dependemos mais e mais da tecnologia.

 

No final dos anos 1700 e início de 1800, aprendemos a aproveitar a energia da água e do vapor para permitir a produção mecânica. Quase um século depois, desenvolvemos linhas de montagem e começamos a usar energia elétrica para produção em massa. Mais recentemente, desenvolvemos sistemas de TI para automatizar ainda mais a produção. E hoje, estamos começando a usar sistemas físicos cibernéticos para criar fábricas, dispositivos e produtos e conectar pessoas de qualquer lugar do mundo.

 

Fonte: Portal ANPEI

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa