logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Seminário debate produção de Nióbio no Brasil

Sex, 06 de Setembro de 2019 16:45

A pesquisa e o desenvolvimento foram fundamentais para levar o Brasil a liderar a produção mundial de nióbio, afirmou o diretor do Departamento de Tecnologias Estruturantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Jorge Campagnolo. Ele participou, nesta quinta-feira (5), da abertura do seminário “Liderança Brasileira na Cadeia Produtiva do Nióbio”, em Brasília.

 

“O nióbio representa um caso atípico, em que houve o desenvolvimento da cadeia desde a mineração até o produto final. Há muita pesquisa e desenvolvimento nesse processo”, reforçou Jorge Campagnolo. Segundo ele, o exemplo do nióbio deveria ser replicado para outros minerais. “Com investimento em P, D & I o Brasil pode ser referência mundial em produção e exportação de bens, insumos, processos e produtos no setor mineral.”

 

O Brasil responde, hoje, por cerca de 90% da produção mundial de nióbio, metal usado para deixar o aço ainda mais forte e resistente. O nióbio é um metal que apresenta aplicações em diversos segmentos industriais, tais como: indústria de alta tecnologia, petróleo e gás, mecânica, automobilística, aeroespacial, construção civil e siderurgia.

 

O seminário abordou temas como um panorama atual do mercado, reservas e produção do nióbio em todo o mundo, além dos desafios e novos desenvolvimentos de aplicações do mineral em produtos de tecnologia avançada. O evento foi promovido em parceria pelo MCTIC, Ministério das Minas e Energia (MME), Centro de Tecnologia Mineral (CETEM), Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República e Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM).

 

Potencial

 

Para o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, na conjuntura atual é crucial repensar o setor de mineração e as formas de atrair e reter investimentos. “A mineração sempre foi e será um vetor primordial de progresso e sinônimo de desenvolvimento. Não há como se pensar em um país melhor sem a participação desse setor.”

 

O secretário Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, general Santa Rosa, disse que o setor mineral tem sido subestimado no país. Segundo ele, a mineração tem uma importância estratégica para a conjuntura econômica. “O nosso país precisa acordar para o potencial desse setor. É preciso integrar esforços. Temos um subsolo riquíssimo e só 30% do território brasileiro é mapeado.”

 

Fonte: Portal MCTIC

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa