logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Evento discute desafios das novas tecnologias e PI no Judiciário

Qua, 28 de Agosto de 2019 08:44

No último dia do Congresso Internacional da Propriedade Intelectual (27 de agosto), no Rio de Janeiro, o INPI participou de debates sobre os desafios e as oportunidades das novas tecnologias para os institutos de PI e sobre os temas relativos à área no Judiciário brasileiro. A caducidade e o uso efetivo de marcas também foram discutidos com a participação do INPI. O evento é promovido pela Associação Brasileira da Propriedade Intelectual (ABPI).

 

No debate sobre novas tecnologias, a diretora de Patentes, Programas de Computador e Topografias de Circuitos Integrados, Liane Lage, apresentou o novo cenário de patentes diante da transformação digital: crescem os pedidos em áreas como Biotecnologia, Nanotecnologia e Inteligência Artificial (IA), enquanto o número de documentos existentes (que podem ser usados pelo examinador nas buscas) chega a mais de 100 milhões.

 

Neste contexto, um desafio é o treinamento dos examinadores para lidar com essas áreas de fronteira tecnológica. Por outro lado, as novas tecnologias também permitem otimizar os exames de patentes, por meio de ferramentas para classificação automática e buscas de anterioridades (e de imagens) em processos de patentes.

 

No âmbito do INPI, a diretora destacou a parceria com o Chemical Abstracts Service (CAS), que está desenvolvendo uma ferramenta para busca de patentes (especialmente na área de química) com o uso de Inteligência Artificial. Outra ação importante do INPI é o Plano PI Digital, que também usará recursos de IA para o atendimento ao público e para aprimorar a interação do Instituto com seus usuários.

 

Por sua vez, no debate sobre Propriedade Intelectual no Judiciário, o procurador-chefe do INPI, Marcos Couto, analisou o funcionamento da Procuradoria e os bons resultados obtidos pelo Instituto: índice muito baixo de judicialização (inferior a 0,2%) e percentual de decisões favoráveis na Justiça em torno de 80% neste ano, sendo 90% em julho.

 

O procurador-chefe também ressaltou a importância da especialização em Propriedade Intelectual no Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

 

Já no debate sobre caducidade e prova de uso efetivo de marca, o diretor de Marcas, Desenhos Industriais e Indicações Geográficas, André Balloussier, apresentou as normas relativas ao tema, o entendimento do INPI sobre alguns aspectos e os procedimentos adotados.

 

Saiba mais sobre a participação do INPI no evento:

 

INPI apresenta combate ao backlog de patentes e Protocolo de Madri em Congresso

 

Fonte: Portal INPI

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa