logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Reunião Anual da SBPC leva mais de 30 mil pessoas à UFMS

Ter, 30 de Julho de 2019 10:37

Pela primeira vez em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, o evento atraiu estudantes, professores, cientistas, artistas, políticos e empresários de todos os estados do País

 

Foram sete dias de evento, 180 conferências, mesas-redondas, encontros e palestras, mais de 40 atrações culturais, 600 pôsteres e um público que ultrapassa 30 mil pessoas. Os números da 71ª edição da Reunião Anual da SBPC atestam o sucesso da iniciativa de trazer, pela primeira vez, o maior evento científico da América Latina para a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e para Campo Grande.

 

“Ninguém aqui em Mato Grosso do Sul viu uma feira de ciências tão grandiosa como essa que a SBPC nos oportunizou”, celebrou o reitor da UFMS, Marcelo Turine, na sessão de encerramento do evento, realizada nessa sexta-feira, 26 de julho. A Reunião Anual coroa as celebrações dos 40 anos de federalização da Universidade que agrega, atualmente, cerca de 21 mil estudantes de graduação e pós-graduação e 1300 docentes.

 

A participação intensa nas atividades foi o destaque da semana científica. Cada uma das 180 discussões do programa, entre conferências, mesas-redondas, palestras e encontros, contou com uma plateia de 100 pessoas, em média. Algumas sessões foram tão lotadas, que o público se aglomerava nas janelas para conseguir participar do debate. Outras precisaram ser transferidas para um auditório maior.

 

O evento contabiliza ainda a colaboração de 510 monitores voluntários de todos os 10 campi da UFMS, mais de 50 atendimentos em libras nas atividades, 55 apresentações culturais, 78 expositores na ExpoT&C, na Avenida da Ciência e na SBPC Jovem, 3 mil usuários por dia acessando a internet com wifi disponibilizado no campus.

 

“Ver a UFMS viva, dinâmica, repleta de pessoas, famílias, palco por uma semana da maior feira de ciências do Brasil. Ver o nível da qualidade científica, presenciar auditórios lotados. Isso faz com que a gente tenha certeza de que tomamos a decisão certa ao encarar o desafio de trazer a Reunião Anual da SBPC para a UFMS”, declarou a vice-reitora, Camila Itavo.

 

O evento teve mais de 22 mil inscritos, um dos mais altos da história das Reuniões Anuais da SBPC. Desses, 12 mil formalizaram o credenciamento durante o evento. “Tivemos participantes de todos os estados brasileiros, sem nenhuma exceção, representando 599 municípios do País inteiro”, contou o secretário-geral da SBPC, Paulo Hofmann.

 

Outra atividade que merece ser destacada foi a sessão de pôsteres, que teve 600 trabalhos apresentados, oriundos de 23 estados mais o distrito federal – apenas Ceará, Paraíba e Roraima não apresentaram. Desse total, 249 pôsteres foram de pesquisadores e professores do estado do Mato Grosso do Sul.

 

A SBPC, durante sua 71ª Reunião Anual, destacou oito trabalhos, de todos os submetidos, segundo a opinião dos avaliadores. Esses trabalhos foram apresentados na Sessão de Pôsteres e avaliados presencialmente. Dos 8 finalistas, dois foram premiados e seis receberam menção honrosa. Hofmann ressaltou ainda que a atividade recebeu todo o apoio local da UFMS, de seus servidores, dos estudantes que foram monitores e dos 130 professores que avaliaram os pôsteres com muita dedicação. “A atividade recebeu muitos elogios dos autores e do público participante”, comentou.

 

Na sexta-feira também aconteceu na Reunião Anual da SBPC a premiação dos trabalhos da Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul (Fetec MS) e da Mostra Nacional das Feiras de Ciência. Na Fetec MS foram apresentados 202 projetos. Na Mostra Nacional das Feiras de Ciência, participaram 33 projetos nacionais indicados por outras feiras. Entre os dias 24 e 26 de julho, um grupo com mais de 300 avaliadores julgaram os trabalhos, expostos no ginásio Moreninho da UFMS, escolhendo os melhores. A cerimônia contou com a participação do ministro do MCTIC, Marcos Pontes.

 

Uma pesquisa de satisfação feita com os participantes do evento mostrou que, muito além dos números, a Reunião Anual da SBPC foi um evento que impressionou o público pela qualidade. Turine, reitor da UFMS, apresentou alguns dos resultados durante a sessão de encerramento: “Para 82.9% dos participantes, o evento foi avaliado como bom ou ótimo, em todos os quesitos – organização, atendimento, atividades, etc.. O que mais nos deixou felizes, no entanto, foi ver que 93.9% dos entrevistados avaliaram a programação como ótima ou boa. Realmente, a programação científica foi maravilhosa”, disse.

 

“Foi um evento memorável”, acrescentou o presidente da SBPC, Ildeu de Castro Moreira. Segundo ele, a participação intensa dos jovens renova as esperanças para um futuro melhor, especialmente no contexto atual em que tudo parece caminhar em direção a um passado obscuro. “O papel das nossas reuniões anuais é instigar a sociedade a participar mais, a lutar por um futuro, por um país melhor. Nessa semana, discutimos moções para levar propostas de políticas públicas aos nossos governantes, reafirmamos em nossos debates a importância da autonomia das nossas universidades e nossa defesa do ensino público, gratuito e de qualidade. Essa é uma das nossas principais lutas”, declarou.

 

Moreira frisou a importância de que o canal de diálogo entre governo e sociedade esteja sempre aberto. A participação no evento do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, foi um exemplo dessa comunicação, pois foi uma oportunidade que estudantes e cientistas tiveram de manifestar diretamente suas críticas e preocupações com os cortes drásticos em recursos para C&T. “Não abrimos mão de fazer nossas críticas e exigir dos nossos governantes compromissos com a educação e com o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, que são questões de soberania nacional”.

 

O presidente da SBPC se despediu desta edição da Reunião Anual conclamando todos a defenderem a liberdade acadêmica e o resgate da valorização da ciência, em um momento em que surgem manifestações infundadas em relação às instituições científicas, à universidade pública e pesquisadores brasileiros, inclusive em setores governamentais. “Precisamos estar juntos para enfrentar as dificuldades desse momento. Mas temos esperança. A gente sabe que o Brasil tem futuro, em especial depositado nos jovens, mas é importante que estes jovens tenham condições e formação adequada e que participem mais, aprendendo, opinando e decidindo. Precisamos construir coletivamente um projeto de nação soberana na qual e Educação e a C&T sejam tratadas com políticas de Estado.”

 

Encerrada esta edição, a SBPC já se prepara para a próxima Reunião Anual, que será realizada em Natal. O reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, destacou na sessão o entusiasmo da universidade que recebe pela terceira vez o evento. “Em 1998 comemoramos os 48 anos da UFRN. Em 2010, os 50 anos da federalização. Agora, em 2020, temos o privilégio de celebrar os 60 anos dessa federalização com mais um encontro da SBPC”, O evento será realizado de 11 a 18 de julho de 2020.

 

Fonte: Jornal da Ciência, edição extraordinária 26/07/2019

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa